Pesquisa

Pesquisa mostra necessidade de novos modelos de liderança no mercado

Em sua 17ª edição, a pesquisa Carreira dos Sonhos mostra que a confiança nas instituições e na liderança está abalada

O Grupo Cia de Talentos apresentou a 17ª edição da pesquisa Carreira dos Sonhos. Esta edição do estudo é maior já feita na América Latina – a pesquisa foi realizada em nove países do continente. Foram 87.161 mil respondentes somente no Brasil, no total a pesquisa falou com mais de 130 mil pessoas, os resultados trazem um panorama do que jovens, média gestão e alta liderança estão enxergando e esperando do mercado de trabalho atual.

A pesquisa deste ano identificou que para o novo mundo, em meio a quarta revolução industrial, é preciso um novo modelo de liderança. Os resultados trazem um cenário atual que está um pouco distante do modelo ideal de sucesso. Quando questionados sobre o sentimento em relação às mudanças necessárias dentro do ambiente corporativo os respondentes se mostraram abertos à mudança, porém os jovens e a média gestão   ainda estão preocupados com alguns pontos:

Essa preocupação com a possibilidade de mudanças é reflexo da confiança dos profissionais em relação aos seus superiores. A pesquisa mostra que apenas 54% dos jovens, 55% da média gestão e 63% da alta liderança confiam nos seus CEO’s. Esse dado indica que o cenário atual é de desconexão entre indivíduos e instituições, o que gera um pouco de desconfiança. O reflexo disso é a aposta de que as empresas devem mudar seus modelos hierárquicos e pouco participativos, por uma liderança distribuída, inclusiva e colaborativa, 79% dos jovens acreditam nisso, seguidos de 83% de média gestão e 81% da alta liderança.

Liderança hoje é mais sobre desaprender do que aprender. Quando questionados sobre o que os líderes precisam desaprender hoje, os respondentes chegaram ao resultado abaixo:

O que a 17ª edição da Carreira dos Sonhos nos mostra é que o papel do líder até hoje consistia em como fazer uma instituição prosperar dentro do sistema ou até mesmo apesar dele, a partir de agora ele precisa transformar o sistema. Engajar, incluir, diversificar, prover satisfação pessoal é papel dessa nova liderança que não mais pode olhar apenas para os melhores profissionais de sua equipe, esse pequeno grupo não vai mais sustentar o sucesso de uma empresa, é preciso fazer com que todos se sintam parte da transformação.

Empresa dos sonhos

Como todo ano, os respondentes são convidados a eleger uma sua empresa dos sonhos. 66% dos jovens afirmaram ter uma empresa dos sonhos, 56% da média gestão e 48% da alta liderança também. Quais seriam os motivos de escolha de uma empresa dos sonhos?

E quais são as empresas dos sonhos? Na 17ª edição da pesquisa as empresas que apareceram entre os três grupos respondentes foram Ambev, Google, Nestlé, Itaú, Natura, Petrobras. Outras empresas citadas foram PwC, ONU, Unilever, Apple, Vale, Globo, IBM, Brasken, Johnson & Johnson, Microsoft, Embraer e Disney.

A pesquisa completa pode ser acessada pelo site www.carreiradossonhos.com.br

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios