Boas práticas

Philip Morris Brasil promove igualdade salarial entre homens e mulheres

A empresa vive uma grande transformação de seu negócio e sabe da importância das mulheres

O módulo Rendimento de Todas as Fontes, da PNAD Contínua, divulgado recentemente pelo IBGE, mostra que os homens tiveram rendimento médio mensal 28,7% maior do que das mulheres em 2019, considerando os ganhos de todos os trabalhos. Em média, enquanto eles receberam R$ 2.555, acima da média nacional (R$ 2.308), elas ganharam R$ 1.985.

No caminho oposto desta realidade, a Philip Morris Brasil foi a primeira empresa no País a receber a certificação Equal Salary, concedida pela Equal Salary Foundation, em 2019, por remunerar igualmente homens e mulheres por trabalho equivalente.

Além disso, a empresa conta com presença feminina em 43% dos cargos de liderança, com a meta de alcançar o índice de 50% nos próximos três anos. Para isso, ampliou suas iniciativas para a promoção da igualdade de gênero, da diversidade e da inclusão entre seus colaboradores.

Desde fevereiro desse ano, a empresa faz parte do Movimento Mulher 360 (MM360), unindo esforços a outras grandes empresas do País, também dispostas a promover a diversidade e a ampliação da participação feminina no ambiente corporativo, nas comunidades e na cadeia de valor.

“Temos o compromisso de construir uma cultura inclusiva e diversa, que respeita e valoriza igualmente todos os colaboradores. Dessa forma, somamos esforços ao Movimento Mulher 360, para que a equidade de gênero avance no País. A empresa vive uma grande transformação de seu negócio e sabemos da importância das mulheres em um processo de inovação”, comenta Priscilla Staell, gerente de Comunicação da Philip Morris Brasil.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar