Opinião

Profissionais generalistas têm mais espaço no mercado de trabalho que os especialistas

Profissionais que fazem “de tudo um pouco” são mais valorizados pelas empresas na hora da contratação

Nunca se falou tanto na necessidade de profissionais mais capacitados e qualificados como nos dias de hoje, mas será que profissionais altamente especializados têm mesmo mais oportunidades no mercado de trabalho? Para o CEO da Lens & Minarelli, que implantou a prática de Outplacement® no país, José Augusto Minarelli, qualidade e capacidade profissional são aqueles que possuem uma visão ampla de várias áreas, podendo ser bons candidatos a cargos de gestão e liderança, uma vez que possuem uma visão panorâmica e multidisciplinar, consequentemente, um maior jogo de cintura frente à situações que fogem do seu segmento estrito de atuação.

Prova disso é a pesquisa divulgada pela Columbia Bussiness School e pela Tulane University, que afirma que profissionais generalistas recebem propostas mais promissoras do que os especialistas, podendo representar uma diferença de até 36% nos salários. A pesquisa mostra, ainda, que os especialistas em determinada área se igualam aos outros profissionais do mercado, já aqueles que têm experiências diversas, agradam mais aos recrutadores, “Conseguir desenvolver mais de uma função na empresa é, sem dúvida, um diferencial”, afirma Minarelli.

Outro estudo divulgado no final do ano passado, dessa vez pela IDC em parceria com a Microsoft, afirma que profissionais multifuncionais terão melhores oportunidades que aqueles com conhecimentos técnicos, entre 2016 e 2024. Já pesquisa desenvolvida pela London Bussiness School, aponta que setores nos quais as mudanças são constantes os especialistas saem ganhando, enquanto naqueles nos quais há mais estabilidade os generalistas saem na frente. Minarelli lembra que para fazer uma análise como essa é sempre preciso entender de qual segmento de mercado estamos falando. No caso da saúde, por exemplo, um neurocirurgião precisa ser extremamente especializado. Já no caso de um executivo, conhecimentos sobre todas as áreas da empresa são bem-vindos.

Atualmente, o desafio do profissional é se manter empregável, ou seja, aprender a se adaptar com às mudanças do mercado. A capacidade de aprender coisas novas com facilidade também é levada em consideração, já que estamos em um momento no qual as empresas têm aderido cada vez mais aos avanços tecnológicos. “O profissional generalista tem conhecimento aprofundado de uma área especifica, mas também cultiva o interesse em outros campos de atuação, dando-lhe a vantagem de tomar decisões estratégicas”, afirma o CEO.

Outra ação que favorece os generalistas é a transferência de colaboradores entre departamentos dentro das empresas. “Durante a mudança, se o profissional continuar apresentando resultados positivos, mesmo atuando em um setor diferente ao que estava acostumado, ele será visto como mais rentável para a empresa”, finaliza José Augusto Minarelli.

 

Artigos relacionados

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios