Gestão

Programa de Mentoria Reversa da Souza Cruz usa lógica do “match” para formar duplas de mentores e mentorados

Programa de Mentoria Reversa da Souza Cruz usa lógica do “match” para formar duplas de mentores e mentoradosDar “match” de afinidades com alguém não é mais exclusividade de aplicativos de relacionamento. Agora, na Souza Cruz, os colaboradores encontram parceiros com interesses mútuo e personalidades complementares para acompanhamento de carreira. O convite, um e-mail personalizado com a informação do par formado, que simula um “match” dos aplicativos de relacionamento, é uma das novidades criadas pela companhia para apresentar o programa de Mentoria Reversa. A iniciativa transforma jovens talentos da companhia em mentores de executivos e executivas sênior. Ao contrário da mentoria tradicional, neste tipo de programa os profissionais mais jovens compartilham seus conhecimentos, visão de mundo e do negócio com aqueles que já possuem mais tempo de carreira. Esta é uma oportunidade para aproximar culturas e gerações diferentes, investindo na valorização das diferenças entre os colaboradores.

O piloto do projeto foi realizado ano passado com os diretores da companhia. O saldo foi extremamente positivo e resultou na expansão da Mentoria Reversa para toda a gerência senior da empresa.  Com  duração de 12 meses, o programa contempla, no mínimo, seis encontros entre mentor e mentorado e traz como temas sugeridos: inclusão, hierarquia, diversidade, tecnologias e modernização do ambiente de trabalho.

O sucesso do Programa é tão grande que o Brasil tem sido referência neste tipo de iniciativa dentro do grupo British American Tobacoo (BAT), controlador da Souza Cruz, e começa a compartilhar a ideia com outras unidades na América Latina e na África .

Programa de Mentoria Reversa da Souza Cruz usa lógica do “match” para formar duplas de mentores e mentoradosLuiza Pinto, gerente de Qualidade, foi uma das participantes do piloto como mentora: “Auxiliar um executivo sênior na construção de uma nova visão de negócio, trazendo uma diferente perspectiva sobre um tema estratégico ou até mesmo influenciando sua postura frente às novas gerações, é uma oportunidade de contribuir para transformação. É uma troca extremamente enriquecedora para ambos os lados” , diz.

Para os mentorados, a atividade também é extremamente positiva. “A Souza Cruz passa por um momento de transformação do negócio e isso passa pela transformação das pessoas. Nós, como gestores, precisamos estar abertos para desenvolver novos olhares e percepções sobre a estratégia de negócio, talentos e cultura ” complementa Harry Vargas, diretor de Recursos Humanos.

A mentoria reversa direciona a companhia para o futuro e tem mobilizado os colaboradores de diferentes unidades.  Nesta primeira etapa, 60% da gerência senior participará do projeto que contou com a inscrição de mais de 200 jovens mentores. O processo de inscrição foi voluntário e os colaboradores preencheram as suas informações juntamente com um “teste” de personalidade. A análise dos resultados ficou por conta da equipe de Talento do RH, que examinou e cruzou os perfis dos inscritos.

“Nos surpreendemos e ficamos muito felizes com a adesão dos colaboradores ao programa. A grande troca de experiências e de pontos de vista que a mentoria reversa proporciona é uma das ferramentas principais do nosso processo de transformação cultural. Estamos mudando de uma indústria que produz um produto manufaturado para uma indústria focada em inovação e tecnologia. Precisamos pensar e agir diferente do que fazemos hoje e o caminho para isso é criarmos uma sinergia cada vez maior entre os diferentes saberes e as diferentes gerações”, finaliza Amanda Mello, gerente de Talento.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios