Estágio e Trainee

Quarentena: Cresce programa de estágios no setor de Tecnologia

Rede identifica queda de 40% na contratação de estagiários em pedagogia, aumento de 19,51% em T.I. e destaca principais segmentos mais ativos na contratação de estudantes

Fruto do isolamento social, o fechamento das escolas reduziu em 40% a contratação de estagiários no segmento de pedagogia. É o que mostra o último levantamento realizado pela Super Estágios, rede de franquias de estágios responsável por inserir no mercado de trabalho mais de um milhão de estudantes. Segundo a pesquisa, realizada em âmbito nacional entre os meses de março e junho, mesmo com a quarentena, alguns setores tiveram um aumento significativo no número da contratação de estagiários. Esse é o caso da Tecnologia da Informação, que nesse período registrou um crescimento de 19,51% de novos estagiários.

“A queda de estagiários na Educação foi fruto da maior utilização das aulas online. Com a popularização desse recurso, não foi mais necessário um auxiliar para o professor lecionar. Estamos no início de um novo mundo, e a tecnologia será o básico a partir de agora. Profissões serão reinventadas e profissionais serão realocados”, comenta Emily Sabaini, cofundadora da Super Estágios.

De acordo com a rede, durante a quarentena, todos os setores que tiveram crescimento na contratação de estagiários são ligados a tecnologia, entre os quais se destacam as áreas de web designers (com aumento de 12,5%), desenvolvimento de aplicativos (19%), redes sociais (19%), marketing digital (15%) e – com o maior crescimento registrado – tecnologia da informação (19,51%).

“Embora setores ligados a tecnologia tenham tido um aumento significativo, muitos não tiveram uma redução drástica. Esse é o caso de estagiários para o segmento de estoque e logística. Com as mudanças no mercado de trabalho, muitos restaurantes passaram a contratar mais estagiários nessas áreas para auxiliá-los na implementação de um sistema de delivery”, comenta Sabaini.

Outra novidade no período da quarentena, foi o aumento das entrevistas online, que de março a junho, registrou um crescimento de 40%. Consequentemente, fruto das mesmas razões, cresceu também em 22% o número de estagiários que trabalham em uma metodologia home office.
“O ‘novo normal’ está repleto de mudanças, e uma delas é o aumento do serviço remoto. Outra coisa que temos notado, é que apesar do estágio ser uma porta de entrada do estudante ao mercado de trabalho, observamos que muitos estagiários já estão munidos com alguma experiência profissional. É necessário se manter atualizado, pois teremos uma concorrência profissional cada vez mais voraz e a tendência é que programas de estágios aumentem gradativamente”, analisa Emily.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo