ComportamentoMundo RH

Quem cuida do RH?

Nesta semana do Profissional de Recursos Humanos a Reconnect | Happiness At Work dá dicas importantes para os profissionais de RH aproveitarem em seu dia a dia e não esquecerem de si mesmos

Nesta semana, especificamente no dia 3 de junho, é comemorado o Dia do Profissional de Recursos Humanos – que tem um papel muito focado em zelar pelos outros nas empresas, mas que, na maioria dos casos, é pouco cuidado. Pensando neste momento em que vivemos, podemos até compará-los aos profissionais da linha de frente, na área da saúde.

Assim como eles, o profissional de RH é uma das pessoas que tem a responsabilidade de manter a vida e a saúde mental dos colaboradores dentro das organizações. Mas mais do que isso, o profissional de RH é aquele que visa a humanização de uma companhia, sempre procurando motivar, treinar, qualificar os colaboradores e promover uma cultura mais saudável, incentivando e liderando estratégias para promover sua satisfação e felicidade de todos no ambiente de trabalho.

Mas, se o RH cuida dos colaboradores, quem cuida dos profissionais de recursos humanos? Na “prática”, ninguém. Sabendo disso, a Reconnect | Happiness At Work – que é uma empresa especialista em felicidade corporativa e liderança positiva – tem conversado com muitos gestores e colaboradores de RH de diversos segmentos sobre como eles tem se sentido diante do momento pelo qual estamos passando.

A conclusão é que muitas empresas e até mesmo as equipes os cobram, como se eles não sofressem com as mesmas inseguranças e preocupações que assolam todos os outros. As equipes de RH se sentem pressionadas a não se mostrarem vulneráveis, a estarem sempre bem. Sabendo disso a Reconnect reuniu algumas dicas para que estes profissionais possam utilizar no seu dia a dia.

“Assim como os demais colaboradores, neste momento de turbulência, crise e insegurança o profissional de RH também está sofrendo os impactos causados pela pandemia, que são somados aos seus problemas pessoais, portanto, é preciso tomar algumas atitudes para aliviar a carga”, explica a especialista em felicidade corporativa Renata Rivetti – diretora e fundadora da Reconnect.

Veja algumas dicas que podem ajudar a tornar a sua jornada mais leve:

– O RH não tem que dar conta de tudo: é preciso mudar esse estereótipo de que o profissional de RH é super-herói. É preciso ter um olhar mais generoso consigo mesmo.

– Workaholic de plantão nunca mais: é importante se desconectar para recarregar as energias, cuidar da família e de si mesmo. Então, pare de olhar o celular a cada 5 minutos!

– Unidos venceremos: sim, é clichê, mas juntos, todos somos mais fortes. Procure grupos de profissionais de RH e faça parte deles, assim você poderá compartilhar ideias, boas práticas, tirar dúvidas e trocar experiências.

– E se precisar, peça ajuda: o profissional de RH também têm vulnerabilidades e fragilidades, portanto, é importante pedir ajuda. Procure sempre conversar com seus gestores ou pares, ou até mesmo com um terapeuta, isso ajuda a aliviar a pressão.

– Mindset de Felicidade: para finalizar, a especialista Renata Rivetti também propõe um mergulho mais fundo e fala da importância de se desenvolver um mindset de felicidade nos profissionais de RH. Conhecer os fundamentos da felicidade corporativa e novas ferramentas que o promovem na empresa são fundamentais.

Além disso, é preciso que o profissional trabalhe seu autoconhecimento e reflita sobre sua própria felicidade. Essa reflexão vai também preparar o profissional para que ele leve o cuidado adiante.

E lembre-se: o RH precisa estar bem para cuidar dos demais!

Botão Voltar ao topo