Artigo

Redução de custos: o gestor pode aproveitar o potencial de cada um

A necessidade de redução de custos mais do que nunca tem sido uma das grandes preocupações dos CEOs das empresas

É muito comum se pensar em corte de pessoal para a redução de custos para equilibrar o caixa da companhia. Da mesma forma que se pensa em aumentar o quadro de pessoal quando há mais trabalho a ser realizado. Porém, muitos gestores estão tão “atolados” no trabalho do dia a dia que muitas vezes se esquecem de avaliar se o que tem sido feito ainda deve ser feito da mesma maneira de sempre.

Esta é a pergunta chave!

Não podemos nos esquecer de que nada é tão bom que não possa ser melhorado, não é?.

Os gestores de sucesso sempre conseguem tempo para esta avaliação. A própria equipe é desenvolvida e preparada para buscar novas soluções para a otimização de recursos, com redução de custo. Sendo assim, é possível adotar melhores práticas para a realização do trabalho, e muitas vezes não é necessária a redução de pessoal.

O gestor pode manter o mesmo número de pessoas em sua equipe, porém, aproveitando melhor o potencial de cada um. É importante sempre buscar otimizar recursos, porque a redução de custos é consequência.

Não espere seu gestor pedir para você reduzir custos, se antecipe e avalie não somente as alternativas para a redução de custos, mas também as ações para melhorar a produtividade do seu setor ou de sua empresa.

É assim que as pessoas bem sucedidas agem: sendo protagonistas e se empoderando em busca das melhores práticas. A seguir, alguns dos pontos principais a serem considerados num processo de redução de custos, independentemente do tamanho da empresa:

  1. Que tal começar a avaliação pela pergunta chave: este processo pode ser melhorado?
  2. Como a resposta para a pergunta nº 1 é sim, ouça sua equipe, avalie os processos, pense “ fora da caixa” para identificar como podem ser melhorados!
  3. Sua equipe realiza as tarefas do dia a dia de acordo com o escopo da função e do trabalho? Muitas vezes a equipe realiza tarefas que não são da própria área, mas acabam fazendo para compensar a ineficiência de outro departamento.
  4. Para a realização de um bom trabalho, é preciso ter as pessoas certas, motivadas e engajadas, no lugar certo para fazerem o seu melhor. Ás vezes é preciso realocar pessoas para assegurar a melhoria da produtividade.
  5. É preciso estar atento aos “ estoques” de materiais de escritório. O pedido deve ser feito quando há necessidade e não para estoque. Existe uma área específica na empresa que pode estocar e somente quando for imprescindível!
  6. Impressões e cópias na maioria das vezes são desnecessárias! Muitas impressões são esquecidas na impressora.
  7. Faça uma lista das oportunidades de redução de custos que você identificou com sua equipe, estabeleça prioridades, recursos necessários, etc.
  8. Compartilhe suas ideias com seus pares na empresa.
  9. Envolva pessoas chaves na empresa que podem ajudar você a concluir as ações de redução de custos.
  10. Há necessidade de investimento para se obter uma redução de custos a curto prazo? Se sim, demonstre numa planilha em quanto tempo este investimento se pagará, e apresente ao seu gestor quanto gerará de economia para empresa.

Você vai se surpreender ao encontrar alternativas simples para as questões desafiadoras para a redução de custos.

É possível fazer mais, com menos e melhor!

Acredite e se supere!

Kátia Valença é sócia-diretora da KVF Consultoria – www.kvfconsultoria.com.br

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo