Comportamento

Rádio Peão? O que fazer para a comunicação interna ser mais eficiente

Não basta apenas investir em canais de comunicação, é preciso conscientizar as lideranças para serem transparentes com seus times

Muitas empresas convivem com uma realidade, no mínimo, angustiante: a despeito de grandes esforços em comunicação interna, a famosa “Rádio Peão”, ou seja, a comunicação espontânea entre os próprios colaboradores, parece sempre estar um passo à frente dos canais oficiais.

Cada vez mais as corporações investem tempo e recursos criando múltiplos canais de informação, como jornais eletrônicos, murais, comunicados, intranet e até TV corporativa, mas, muitas vezes, esses esforços parecem pouco efetivos na audiência.

Informações desencontradas, até mesmo boatos e inverdades, se alastram pelos corredores e galpões em velocidade e amplitude impressionantes. A tecnologia de hoje, leia-se redes sociais e aplicativos de mensagens, impulsiona ainda mais essa geração de desinformação.

Aí grande parte dos líderes se pergunta:

“Já fiz tudo que recomendam como ‘boas práticas’ na comunicação interna, investi pesado, inovei em formatos, coloquei mais tecnologia, mas os resultados são frustrantes. ”

Afinal? O que deve ser feito?

A SOAP, consultoria de comunicação especializada em soluções para apresentações profissionais, dá algumas dicas para você passar por esse desafio:

Primeira questão: de quem é a responsabilidade primária pela comunicação com as equipes?

A resposta, por mais óbvia que seja, é simples. Ela é do líder da equipe. Manter seu time informado e sabedor das “coisas da empresa” é fundamental e, por que não dizer, umas das tarefas básicas do bom gestor. Afinal, ele lida com gente, certo? Jogar a culpa pela desinformação que circula no ambiente no RH ou mesmo nos canais de comunicação interna (“Ah, ninguém lê o jornalzinho! ”) é simplesmente fugir das responsabilidades. O gestor efetivo e, por vezes, admirado, é aquele que estabelece um diálogo transparente e verdadeiro, reforçando a informação que circula nos canais oficiais e desfazendo boatos e/ou mal-entendidos.

 Segunda questão: Informar X Comunicar

Os canais de comunicação oficiais de uma companhia devem ter a função básica de informar, ou seja, transmitir informações que a empresa julgue relevantes para seus colaboradores. Comunicação é outra coisa. É estabelecer diálogo e confiança entre as partes. Toda empresa possui públicos diversos e heterogêneos, então abordar, influenciar e, especialmente, engajar toda essa miscelânea de perfis é uma das tarefas mais importantes de todo líder de equipe, conforme falamos acima. Os canais de comunicação interna, nesse prisma, servem como estopim ou reforço, mas nunca como fonte isolada de informações.

  O que fazer?

  • Se você pegou o espirito da coisa, aqui vão algumas dicas básicas para melhorar a comunicação interna na sua organização e evitar o Zunzunzum da Rádio Peão.
  • Seja simples, claro e direto nos canais oficiais, não dando margem a interpretações “alternativas”
  • Conscientize todos os gestores que uma das atividades essenciais das lideranças é se comunicar com seus subordinados e esclarecer dúvidas e posicionamentos da empresa em múltiplas questões
  • Iniciativas mirabolantes, como rede social interna, programas de televisão corporativa e outras “novidades” bem custosas, jamais vão substituir o velho e bom “olho no olho”
  • Agilidade e disponibilidade são fatores-chave: o bom gestor está sempre disponível para sanar dúvidas e mal-entendidos
  • Ouvir, por vezes, é tão importante quanto falar.
  • Confiança é tudo: o que é falado deve ser cumprido. À risca. Sempre. Sem exceções.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo