Soluções para RH

Registro de ponto e dados protege empregador e funcionário

Neste mês, a reforma trabalhista completa um ano e meio e uma das principais alterações na legislação diz respeito à carga horária

A reforma trabalhista entrou em vigor em 2017. Regras como jornada de trabalho, férias, entre outras, foram alteradas na nova legislação. A mudança foi defendida pelo governo vigente e aprovada em plenário por flexibilizar e simplificar as relações entre o empregador e o funcionário. Para atender as normas jurídicas e disciplinares atuais, empresas buscam na tecnologia inovações para controlar os acessos dos funcionários de acordo com as novas possibilidades previstas na lei. Assim, empresas que possuem sistema de gestão de pontos, como a Dismatec, localizada em Ribeirão Preto (SP), atuam para oferecer armazenamento de informações cada vez mais detalhadas para o banco de dados dos recursos humanos.

Ainda sobre as alterações na lei trabalhista, que completou um ano e meio neste mês, uma das principais mudanças é em relação aos acordos coletivos que passaram a prevalecer sobre a legislação, ou seja, o que for combinado entre funcionário e patrão não é vetado pela lei, contanto que respeite os direitos essenciais, como férias e 13° salário. Outro ponto importante foi a questão da jornada de trabalho. Anteriormente definida em 44 horas semanais, agora pode ser cumprida em 12 horas de trabalho e 36 horas de descanso, respeitando as 220 horas mensais. Já as férias podem ser divididas em até três vezes ao longo do ano, ao invés de serem desfrutadas em 30 dias corridos.

Registro de ponto e dados protege empregador e funcionárioA expressão “bater ponto”, conhecida em todo o meio corporativo, é fundamental para a organização do departamento de recursos humanos, seja nas grandes empresas, seja nas pequenas, por isso, as empresas buscam cada vez mais a tecnologia. “Criamos o HS Saturno, um sistema inteligente que não apenas contabiliza o ponto dos funcionários, mas consegue entregar para a equipe de RH todas as informações detalhadas relativas ao turnover, absenteísmo, prévia de folha de pagamento, extrato de compensações, banco de horas e controle de inter e intrajornadas. Oferecemos uma inteligência que pode ser adaptada para empresas com 10 ou 10 mil funcionários”, explica Dimas Fausto, presidente da Dimastec – Gestão de ponto e acesso.

Silas Reginaldo Minguetti, gerente de administração de pessoal da Paulinas Editora, utiliza a tecnologia e ressalta a importância de contar com um sistema detalhado para o controle de horas dos funcionários. Presente nas principais capitais do Brasil, com mais de 40 unidades, a editora surgiu em 1931 e hoje tem cerca de 500 colaboradores diretos. “Implantamos o sistema HS SATURNO da Dimastec há aproximadamente três anos. Desde então, o sistema resolveu todos os nossos problemas de distância entre as unidades. Além disso, ele é intuitivo, de fácil compreensão e utilização”, explica.

Outro ponto importante, principalmente para uma editora, como destacou Silas, foi a economia de papel, uma vez que o sistema permite a solicitação de abonos/justificativas via internet, sem a necessidade de preencher fichas, gastando e acumulando papel. “O ponto alto é um auxílio para o trabalho da equipe de RH, principalmente depois da reforma trabalhista. Por conta do número total de funcionários e com a maior flexibilidade de horário de trabalho permitido por lei, um sistema para contabilizar e entregar todas as informações de cada um dos nossos colaboradores agilizou e qualificou o trabalho do setor”, reforça.

 

 

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios