Premiação

RH da ADP comemora conquista

ADP entre as 10 primeiras empresas no ranking “Fortune 500 Top 100 Employment Brands”

A ADP é uma das dez primeiras empresas no relatório do WilsonHCG® 2018 “Fortune 500 Top 100 Employment Brands”. Em sua quarta edição, o relatório classifica objetivamente todas as empresas Fortune 500® e reconhece aqueles que passaram de “falar para operacionalizar” as principais estratégias de marca do empregador de forma a impactar o resultado final. Ainda segundo o relatório, as dez principais companhias da lista ganharam uma receita combinada de mais de 157% em comparação com as 10 menores.

Esta nova colocação aponta um avanço significativo se comparado com ano passado, quando a empresa ficou em 65° lugar. Segundo Sreeni Kutam, chefe interino de Recursos Humanos da ADP, este crescimento rápido é um reconhecimento do trabalho que vem sendo feito.

“Nossa marca é um reflexo de todos os nossos associados globais que incorporam os valores de nossa organização. Dedico esse reconhecimento para os nossos mais de 59 mil associados globais, estamos muito orgulhosos por tê-los em nosso time”, completou.

O WilsonHCG, empresa mundial em soluções inovadoras de talento, ranqueou todas as empresas da Fortune 500 com base em 16 mil pontos de dados e indicadores, como páginas de carreira, conselhos de empregos, avaliações de funcionários e engajamento, elogios, marketing e iniciativas de recrutamento, além de Responsabilidade Social Corporativa.

Entre essas categorias, a ADP alcançou pontuação alta e ganhou um lugar no “Winner’s Circle” como resultado de sua responsabilidade social e iniciativas de recrutamento.

“Os funcionários estão procurando por empregadores que se preocupam em ter um bom impacto social em suas comunidades. É importante que as marcas reflitam os esforços de diversidade e inclusão de uma empresa e sua preocupação com o bem-estar dos funcionários e os direitos humanos”, disse Liz Gelb-O’Connor, vice-presidente da marca global de empregadores e marketing na ADP.

De acordo com o relatório WilsonHCG, as empresas líderes estão indo além de “vender” uma experiência de emprego para candidatos e funcionários, buscando serem totalmente transparentes. As companhias estão mais preocupadas em moldar o que a empresa representa, concentrando-se em sua cultura, o que eles têm para oferecer e, em seguida, alavancar plataformas disponíveis e pessoas para organicamente contar sua história.

Para Gelb-O’Connor, as empresas que desejam manter uma vantagem competitiva em todo o mundo devem garantir que estão refletindo a sua cultura de empresa única, a voz da marca e a proposta de valor do empregador. “O destaque de histórias autênticas pode tornar a marca relevante para os funcionários, auxiliando a estabelecer uma conexão emocional necessária entre eles e a empresa. Como uma organização faz com que as pessoas sintam contam muito em seu processo de seleção “, completou.

Segundo Mariane Guerra, vice-presidente de Recursos Humanos da ADP para América Latina, os resultados deste relatório reforçam o trabalho da companhia. “Sempre discutimos a importância de criar laços mais profundos com nossos colaboradores, pois isto faz com que eles se sintam identificados com nossa companhia e este estudo mostra que estamos no caminho certo”, finalizou.

Para conferir o relatório na íntegra clique aqui.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo