Gestão

RH da Flex investe em quatro programas para formar lideranças

A companhia realiza processos seletivos internos tanto para vagas nas áreas em que os profissionais atuam, como para outras diferentes

A maioria das empresas entende a importância de bons líderes para o negócio, mas poucas se preocupam em treiná-los para desempenhar sua função de modo a melhorar o engajamento de todo o time. Já é sabido que a liderança pode exercer influência de até 70% para motivação dos funcionários, segundo pesquisa realizada pela Gallup. E é por acreditar nisso que a Flex Relacionamentos Inteligentes investe em diversos programas de capacitação.

Para estimular o desenvolvimento de seu time, a companhia realiza processos seletivos internos tanto para vagas nas áreas em que os profissionais atuam, como para outras diferentes. Graças a essa postura, somente este ano, 420 pessoas foram promovidas. A empresa emprega mais de 12 mil funcionários distribuídos em 14 unidades operacionais.

“É preciso ter o objetivo claro do desenvolvimento do profissional, orientando-o em relação aos caminhos a serem traçados para não apenas conquistar as habilidades necessárias, mas também manter-se atuante e continuar crescendo no mercado de trabalho”, afirma Angela Casali, diretora de Recursos Humanos da Flex.

Nesse caminho, a empresa mantém quatro iniciativas que estruturam sua política de treinamento e promoção: Programa de Gestão por Competência; Programa de Desenvolvimento de Líderes; Geração de Talentos; e Geração de Talentos Tech. “Nosso objetivo é garantir um quadro de profissionais habilitados a se adequarem à transformação digital. As pessoas que continuamente estiverem aprendendo conseguirão sempre acompanhar o mercado, por mais disruptivo que ele se torne daqui para frente”, ressalta.

Na prática, o programa Gestão por Competência é uma ferramenta para a gestão e o desenvolvimento de pessoas. Por meio da metodologia adotada, é possível acompanhar o profissional em toda a sua trajetória na empresa. O objetivo é dar mais transparência e estabelecer critérios nas atitudes e ações que envolvem a relação líder e liderado.  Desde 2018, o programa destacou 1,3 mil profissionais elegíveis e 850 se tornaram líderes.

Na outra ponta, o Programa de Desenvolvimento de Líderes (PDL), por sua vez, estimula a liderança a buscar a constante capacitação, em linha com a cultura da empresa; postura profissional; habilidade na gestão de pessoas, com foco na retenção de talentos; além do aperfeiçoamento de processos para resultados ágeis e eficazes. Os treinamentos presenciais e à distância contemplaram mais de mil líderes até hoje.

Já o Geração de Talentos, reconhecido em 2018 com o Prêmio Ser Humano da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) de Santa Catarina, é a porta de entrada dos tele atendentes, auditores e monitores para o primeiro nível de supervisão. Ele integra conhecimento conceitual e prático, com estágio supervisionado. Fez tanto sucesso que seu modelo foi replicado para a área de Tecnologia.

No Programa Geração de Talentos Tech, o objetivo é preencher as vagas da área que surgirão na Flex e no mercado como um todo nos próximos anos. Nesse sentido, a parceria recém realizada com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) permitirá formar profissionais capacitados para as vagas que sobram no setor, justamente por falta de qualificação. E a demanda é grande. Apesar do processo seletivo ter sido realizado apenas internamente, foram 232 candidatos para 25 vagas ofertadas para a formação de analistas de bancos de dados e desenvolvedores de softwares.

“Esse tipo de motivação impacta diretamente em como o colaborador age, desempenha suas atividades e na maneira em que está influenciando o restante dos colegas de equipe”, diz Angela. “O funcionário se sente valorizado quando o investimento é no seu desenvolvimento pessoal, para além da empresa”, conclui.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar