Boas práticasEducação CorporativaTreinamento

RH da Kimberly-Clark Brasil exporta novo modelo de desenvolvimento de pessoas

Após a expansão do Campus K-C para toda América Latina, mais de 100 ações já foram registradas

Na Kimberly-Clark, multinacional de higiene e cuidados pessoais, manter a conexão dos colaboradores com o seu propósito de liderar o mundo no que é essencial para uma vida melhor é parte fundamental da cultura organizacional. Ao olhar para as mudanças que as novas tecnologias e o mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) tiveram na maneira como as pessoas se comunicam e adquirem novas habilidades, a companhia criou o “Campus K-C”, um sistema inovador de desenvolvimento de pessoas que promove o intercâmbio de conhecimento, a colaboração e pro atividade de todos os colaborados da empresa.

Embasada na crença de que qualquer interação é uma oportunidade de desenvolvimento e de que os profissionais são donos de suas carreiras, a estratégia propõe que eles também sejam parte central da criação não só da sua jornada de desenvolvimento, mas também da Cia como um todo. Com apoio de plataforma digital, que possibilita a visualização de todo conteúdo disponível, assim como a conexão entre os colaboradores, eles são encorajados a participar, propor, criar e multiplicar conteúdos que são compartilhados – de forma online e presencial – com as demais equipes.

Este ano, o Campus K-C no Brasil, já registrou mais de 120 ações, com de mais de 3.000 participações. Depois do sucesso da versão brasileira, a estratégia foi expandida para os 17 países da companhia na América Latina, impactando mais de 15 mil colaboradores.

“O Campus tem uma estrutura de educação e curadoria de conteúdos orgânicas, ou seja, qualquer pessoa pode propor, organizar e participar das iniciativas de desenvolvimento, que acontecem em vários formatos. Isso faz com que cada colaborador seja dono de seu desenvolvimento em parceria com a empresa, levando em conta seus interesses e necessidades de aprendizado profissionais, bem como interesses que não estão diretamente ligados às suas atividades diárias na empresa” explica Alessandra Morrison, Diretora de Recursos Humanos da Kimberly-Clark Brasil.

Essa liberdade proporciona um ambiente de trabalho diverso e inovador, além de estimular a curiosidade e a troca constante entre pessoas, áreas funcionais e geografias. Após a expansão do Campus K-C para toda América Latina, mais de 100 ações já foram registradas e a aprovação dos colaboradores tem sido bastante positiva. “Desde que implementamos o Campus K-C nos demais países da América Latina, já tivemos mais de 11 mil participações de colaboradores em ações de desenvolvimento. Esse é um indicativo de que o modelo está despertando interesse do público interno e que as pessoas estão aproveitando os conteúdos disponíveis para se aprimorarem e se desenvolverem”, completa Viviane Cury, Vice-Presidente de Recursos Humanos da Kimberly-Clark América Latina.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar