Dança das cadeiras

Roberta Rivellino é a nova presidente da Childhood Brasil

Nova estrutura é anunciada no ano em que a organização completa duas décadas de atuação no enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

A Childhood Brasil, instituição fundada pela Rainha Silvia da Suécia em 1999, reforça seu time com a chegada de Roberta Rivellino para a presidência da organização. Uma nova estrutura foi desenhada para dar mais suporte à equipe de profissionais da instituição e fortalecer as áreas de estratégia e planejamento, diante do novo ciclo de transformação digital e do complexo quadro de vulnerabilidade que impactam a sociedade atual. A executiva liderará também as comemorações dos 20 anos de atuação da Childhood Brasil no enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Roberta tem, entre suas missões, o objetivo de fortalecer a articulação e construção de parcerias nacionais e internacionais, e implementar o novo modelo de governança e operação da entidade. Nos últimos 20 anos, a Childhood Brasil participou e foi protagonista de iniciativas, programas e ações impactantes em escala nacional na proteção da infância e da adolescência. “É fundamental que a Childhood Brasil continue a agregar valor à sociedade com alto impacto e de forma perene, buscar a sua autossuficiência e se capacitar cada vez mais para seguir atuando e fazendo a diferença na defesa dos direitos de nossas crianças e adolescentes”, diz Rosana Camargo de Arruda Botelho, presidente do Conselho Deliberativo da Childhood Brasil.

Graduada em Turismo na Suíça, com especialização em Marketing e Recursos Humanos, Roberta Rivelino atuou em diferentes áreas ao longo de sua carreira. Em sua trajetória no setor privado, por exemplo, foi diretora de Recursos Humanos do Tozzini Freire Advogados, trabalhou como consultora nas áreas de vendas e recursos humanos para Unilever e Diageo no México e foi diretora Regional da The Talent Business, boutique de recrutamento inglesa especializada em Marketing e Publicidade, entre outras posições.

No terceiro setor atuou por três anos como diretora de Comunicação para a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal onde liderou, em parceria com Instituto Alana e Fundação Bernard Van Leer e o Unicef, o lançamento mundial do documentário “O Começo da Vida”, presente hoje em mais de 93 países, entre outros projetos de sucesso. A executiva possui extensa experiência internacional, já tendo vivido em países da Europa, América Latina, Ásia e Oriente Médio.

“Foi com muito entusiasmo que aceitei o convite do Conselho da Childhood Brasil. Sem dúvida será um dos maiores desafios da minha carreira e uma oportunidade incrível de muito aprendizado. Estamos falando em transformar vidas, em defender direitos humanos da infância e criar oportunidades para que crianças sejam crianças, fazer a diferença. Precisamos juntos fazer isso acontecer”, diz Roberta.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios