Qualidade de vida
Tendência

Saúde e equilíbrio: 8 motivos para você fazer pilates hoje mesmo

46% da população brasileira é considerada sedentária. Entre as mulheres o índice é de 53,1%

Adotar um estilo de vida saudável contribui para prevenir as chamadas doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Estas patologias são responsáveis por cerca de 70% das mortes em todo o mundo, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Entre as doenças que mais levam ao óbito estão o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral (AVC), seguidas de câncer, doenças respiratórias e diabetes tipo 2.

O mais importante é que a maioria destas condições pode ser prevenida por meio da mudança de hábitos, como por exemplo, sair do sedentarismo, um dos principais fatores de risco para as DCNT. No Brasil, segundo dados do VIGITEL 2018, 46% da população adulta é sedentária. Entre as mulheres o índice é ainda maior: 53,1%.

Por isso, com a ajuda da fisioterapeuta Walkíria Brunetti, especialista em Pilates e RPG, separamos oito ótimos motivos para você sair do sedentarismo em 2019 praticando Pilates. Confira:

  1. Turbina a memória: Um estudo publicado no Journal of the International Neuropsychological Society mostrou que o Pilates melhora as funções executivas e a memória. Além disso, a pesquisa apontou que houve menos atrofia cerebral nas mulheres que praticavam o método. A redução do cérebro está ligada a problemas de memória e cognição, que podem levar ao Alzheimer, por exemplo.
  2. Melhora a função respiratória: Um estudo brasileiro, publicado no Clinics, mostrou que o Pilates, associado a um treinamento muscular inspiratório, proporciona melhora da função pulmonar e do condicionamento físico em pessoas com mais de 60 anos. O Pilates melhorou de forma significativa a Pressão inspiratória máxima (PImáx), que reflete a força dos músculos inspiratórios e a Pressão expiratória máxima (PEmáx).
  3. Ajuda no controle de dores crônicas: Estima-se que 40% da população adulta no Brasil sofra de dores crônicas. Segundo um estudo publicado no Clinical Rehabilitation, um programa de intervenção com Pilates é eficaz para controlar a dor, melhorar a incapacidade e diminuir a cinesiofobia, o medo de sentir dor.
  4. Melhora o sono: Um estudo comprovou que o Pilates ajuda a melhorar a qualidade do sono e sua duração em pessoas de meia idade, fase em que a insônia costuma ser mais intensa. Dormir bem é fundamental para a saúde física e mental.
  5. Glicemia domada: O diabetes tipo 2 é uma das doenças crônicas que mais levam ao óbito e a outros problemas de saúde. Mas, um estudo publicado no The Journal of Strength & Conditioning Research mostrou que um programa de 12 semanas de Pilates ajudou a melhorar o controle da glicemia (nível de glicose no sangue) em mulheres idosas. Assim, o Pilates pode ser um aliado tanto para quem já tem o diabetes instalado, como também para pessoas que querem prevenir a condição.
  6. Cuca legal: Um estudo publicado no Complementary Therapies in Medicine mostrou que o Pilates traz efeitos positivos para a saúde mental. Segundo a pesquisa, o método é capaz de reduzir os sintomas depressivos de 11 a 81%; reduzir entre 33 e 46% os sintomas ansiosos e em 23% o cansaço. Além disso, aumenta os níveis de energia e disposição.
  7. Força e equilíbrio: Um estudo publicado no Journal of Bodywork & Movement Therapies apontou que o Pilates aumenta a força, a flexibilidade e o equilíbrio em mulheres com mais de 60 anos. Isso é fundamental para prevenir as quedas e manter a autonomia e a independência na terceira idade.
  8. Coluna protegida: Um dos principais efeitos do Pilates é o fortalecimento dos músculos que dão sustentação para a coluna vertebral, o chamado CORE. Esse efeito protege a coluna de dores e outras patologias.

“Para quem não realiza nenhuma atividade, há ainda a vantagem de o Pilates ser um método que permite individualizar os treinos, respeitando as limitações individuais. Finalmente, qualquer pessoa pode praticar o Pilates, principalmente a modalidade tradicional, o Studio Pilates, como idosos, gestantes, pessoas com doenças musculoesqueléticas, entre outras”, ressalta Walkíria.

Portanto, se você precisava apenas de um bom motivo para sair do sofá e mudar seus hábitos, agora você tem vários. Torne-se uma pessoa mais ativa em 2019. Vem pro Pilates!

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios