Saúde

Saúde sexual pode influenciar no desempenho do trabalho?

Produtividade e concentração aumentam em quem é feliz sexualmente

Sabe-se que o sexo libera endorfinas, serotoninas, ocitocinas, os chamados hormônios do bem-estar e do prazer. Há outros benefícios como a desintoxicação do organismo de várias substâncias, a pele e cabelo ficam mais viçosos. Agora, foram descobertas mais vantagens, de acordo com a pesquisa publicada pelo Journal of Management, o sexo também faz bem para a qualidade da produtividade.

A pesquisa revelou que os colaboradores que tiveram relações sexuais com os parceiros tinham um humor melhor do que o restante no dia seguinte. Isso também contribuía para a concentração e satisfação ao longo do expediente do trabalho. O estudo realizado pelos cientistas da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos, acompanhou a rotina de 159 trabalhadores casados que responderam questões sobre as relações sexuais, noite de sono e comportamento. O efeito de bem-estar pós-sexo dura pelo menos 24 horas e foi notado igualmente para ambos os sexos.

Para Marlon Mattedi, psicólogo especializado em sexualidade da plataforma Sexo sem Dúvida, é nítido que quando o sexo vai bem, isso se reflete na qualidade direta do trabalho, e quando vai mal prejudica diretamente o desempenho laboral.  “Mais de 50% dos brasileiros tem dificuldades no sexo, ou seja, prejudicam a qualidade do trabalho porque o sexo para eles é um problema. Sabendo disto, as empresas deveriam cuidar mais da saúde sexual dos seus colaboradores. Isso melhora a qualidade de vida sexual e reflete imediatamente no desempenho do trabalho”.

O especialista deu exemplos: um homem com ejaculação precoce, se sabe que vai transar mais tarde e tem consciência do problema, durante o dia já fica preocupado e com pensamentos no sexo, e isto vai interferir na atenção e concentração dele durante o expediente. A mulher que sabe que terá relações sexuais logo mais e sente dores no sexo, desde horas antes, ainda no trabalho, fica preocupada. Ou seja, a atenção, concentração, o desempenho e o foco ficam comprometidos. “Ao mesmo tempo se o sexo foi bom, no outro dia você vai ver um colaborador feliz da vida,” afirma.

De acordo com o sexólogo, é importante solucionar qualquer problema no sexo. Dores, incômodos e dificuldades não deixam a vida sexual ser boa. Isso pode ser solucionado com especialistas em sexualidade. “Mais de 90% dos problemas são solucionados sem nenhum remédio e sim com terapia sexual”.

Confira três dicas do especialista para melhorar o sexo:

  1. Leia bons materiais sobre sexo: Informe-se, converse com quem conhece de sexo, leia sites seguros sobre o tema, só com conhecimento é que alcançará as melhores sensações.
  2. Ative seu desejo antes de chegar na cama: Pense em sexo pelo menos uma vez ao dia, uma cena estimulante, traga na memória uma recordação de um momento que foi bom. Isto deixa o organismo estimulado, quando chegar em casa, ficará mais fácil acender o desejo. O sexo não começa na cama.
  3. Não deixe o sexo para a última coisa do dia: Querer ter bom desempenho sexual depois de um dia carregado de atividades, de cobranças, de metas no trabalho, na faculdade, além de ter que cuidar da casa, dos filhos, e ainda querer ter um desempenho sexual no final da noite, quando se está cansado é exigir demais de você.  Procure horários alternativos, meio da manhã, sábados à tarde, domingos ao meio dia, ou qualquer hora… Mas evite a última hora antes de dormir, quando se está exausto.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar