Comportamento

Seis maneiras de engajar a equipe em 2020

Falta de motivação, produtividade baixa e insatisfação no trabalho, esses são os piores inimigos da felicidade no ambiente corporativo que contribuem para uma rotina infeliz e um baixo desempenho no trabalho

Segundo um levantamento feito pelo Índice de Confiança Robert Half (ICRH), 40% dos profissionais com nível superior e atualmente empregados revelam que merecem ganhar mais. A insatisfação não aparece só nessa questão: os colaboradores também procuram qualidade de vida e mais benefícios. Mas com a ajuda da comunicação é possível reverter esse cenário. Para quem está infeliz no trabalho ou para o gestor que procura motivar seus colaboradores, o início do ano é uma ótima época para reavaliar a rotina no ambiente corporativo e planejar mudanças na comunicação interna.

O empresário André Franco, CEO do Dialog, lista seis maneiras de engajar a equipe em 2020. Confra:

1 – Certifique-se que o propósito da empresa está alinhado: de acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma Love Mondays, 70% dos colaboradores atualmente desejam mudar de trabalho – e o que os levam a trocar de emprego é, muitas vezes, a falta de alinhamento de propósito. “Cada dia mais as novas gerações só permanecem em trabalhos que estão alinhados com seus valores. Essa realidade faz com que muitas empresas percam seus talentos no momento em que não garante que o propósito da empresa está efetivamente alinhado em todas as camadas da empresa. Os colaboradores, muitas vezes, nem sabem dos benefícios de RH que a empresa lhes proporciona, qual a missão e valores da companhia, ou não se sentem parte dela e, assim, mudam de emprego por falta de informação. Uma boa comunicação interna e mecanismos para medir seu alcance e absorção são críticos para garantir a eficácia desse alinhamento e o impacto no negócio”, revela André.

2 – Aproxime a empresa dos colaboradores: uma das formas de conectar os colaboradores e estimular a interação é utilizando a tecnologia a seu favor. “O Brasil é o segundo país do mundo que passa mais tempo conectado à internet, especialmente via smartphones. Por isso, a adoção de uma plataforma de comunicação interna acessível  pode ser o caminho para interagir com os colaboradores em tempo real, além de aproximar a liderança e o público operacional”, revela André Franco.

3 – Empodere seus colaboradores: a tendência é que cada dia mais as empresas trabalhem para os colaboradores e não apenas o contrário. Esse é o resultado de uma pesquisa realizada sobre as Tendências Globais de Talentos mais procurados em 2020, do LinkedIn. Segundo André, as empresas devem focar cada dia mais na experiência e valorização dos membros da equipe, para reter e atrair talentos. “Por meio de canais interativos, que possibilitem uma comunicação horizontal e participativa, é possível empoderar os colaboradores e assim torná-los atores centrais da comunicação interna, compartilhando ideias, celebrando conquistas e divulgando seus projeto. Assim, é possível torná-los protagonistas e, por meio de treinamentos, prepará-los para se tornarem embaixadores da empresa, dentro e fora dela.” complementa.

4 – Descubra quem são os influenciadores internos: toda empresa tem alguns  colaboradores que são mais “populares”. Muitos outros também têm esse potencial e, normalmente, passam desapercebido. “Esse colaborador pode ajudar tanto no processo de comunicação dentro da empresa, quanto engajar outros da equipe. A companhia pode levar esse colaborador para conhecer diferentes setores e unidades da empresa e incentivá-los a postar conteúdos em canais horizontais de comunicação interna, descentralizando a função que normalmente é atribuída a um único departamento, criando assim uma cultura de comunicação horizontal.”, sugere André.

5 – Modernize a sua comunicação: é comum encontrar em uma mesma empresa colaboradores que nunca se conheceram ou mesmo que não sabem bem o que outros departamentos ou colaboradores fazem. Uma das formas de alinhar essa comunicação está na maneira em que ela acontece. A maioria das empresas ainda utiliza cartazes e e-mail para transmitir a mensagem a todos na corporação, de forma lenta, não interativa e, consequentemente, pouco engajadora. Assim, muitas vezes essas mensagens não são lidas nem absorvidas. Dessa forma, é preciso se atentar em usar uma linguagem mais coloquial, explorar memes e utilizar canais mais participativos, para se gerar maior engajamento”, conta.

6 – Utilize dados para medir a eficácia da sua comunicação: não basta implementar boas campanhas de comunicação para engajar os colaboradores. É preciso mensurar sua eficácia. “Para isso, é possível criar uma cultura e adotar ferramentas de métricas dentro da empresa e acompanhar seu desenvolvimento. Medir o alcance, leitura e absorção dos conteúdos é de grande importância para saber quais departamentos, localidades e públicos da empresa precisam de um trabalho mais intensivo de comunicação, e quais campanhas e conteúdos geram maior engajamento e absorção.”, salienta.

Além disso, quando essa comunicação é mensurada, é possível avaliar seu impacto  nos resultados do negócio: índice de satisfação dos colaboradores com os canais internos, nível de entendimento dos propósitos da empresa, redução de turnover, clima organizacional e sentimento de pertencimento.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar