Dança das cadeiras

Serpro assume novo compromisso com a inovação

Como novo presidente do Serpro, Caio Paes de Andrade, destaca a necessidade de consolidar o “ser digital” no país

“Temos uma responsabilidade imensa, porque seremos os pilares da inovação que mudará para sempre a vida dos cidadãos do nosso país”, afirmou Caio Paes de Andrade, novo diretor-presidente do Serpro, durante encontro com empregados da estatal, no último dia 4 de abril. O novo presidente do Serpro sinalizou caminhos a percorrer para alcançar a excelência no desenvolvimento de novas tecnologias, capazes de conectar e transformar a sociedade brasileira.

Capazes de “ser digital”

“Acredito que ninguém escolhe trabalhar em tecnologia, se não for para mudar o mundo”, instigou o presidente. Para corroborar a afirmativa, Caio citou casos de sucesso da área pública, como o trabalho desenvolvido pela Receita Federal, em parceria com o Serpro, e o desempenho do Tribunal Superior Eleitoral, capaz de capturar o desejo de mais de 100 milhões de eleitores em poucas horas. O processo e execução da maior folha de pagamento do mundo, realizado pela Dataprev, também foi mencionado pelo presidente.

Vencer a guerra contra o atraso

“A mola mestra da evolução da sociedade é a união das pessoas que são inconformadas por um mesmo motivo. E aposto que todos nós estamos inconformados com o atraso do nosso país”, provocou Caio. Ele destacou que o Brasil tem os maiores índices de adesão a novas tecnologias do mundo e que isso precisa ser encarado tanto como diferencial quanto como oportunidade. “Tenho convicção de que o digital pode nos fazer dar um salto e vencer a guerra contra o atraso. Essa é a nossa chance”, enfatizou.

Nesse contexto, o novo presidente salientou que o Serpro precisa melhorar a oferta de produtos para o setor público e ser mais ágil. “Precisamos elaborar soluções que usem dados como matéria prima, mas que guardem e preservem estes mesmos dados como diamantes. Queremos ser uma autoridade na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais). Melhorar a experiência dos nossos usuários”, pontuou. Caio indicou que a empresa deve aumentar as vendas para o setor privado, ser mais competitiva e, sobretudo, fortalecer sua missão cívica, atendendo bem aos cidadãos.

Legado digital

O presidente ressaltou a história do Serpro na modernização do Brasil, uma empresa que há 54 anos constrói tecnologias que viabilizam o Estado brasileiro. E convocou cada empregado a assumir sua posição no desafio de fazer com que o país dê um salto digital. “Vocês são o nosso Exército na guerra contra o atraso. As armas para vencer essa guerra são nossos cérebros, dedos e teclados. Meus amigos, seus códigos farão história”, disse o diretor-presidente.

Caio Paes de Andrade também fez questão de destacar a satisfação de estar à frente do Serpro. “É uma honra imensa servir ao meu país e ser presidente dessa admirável empresa”, declarou. Segundo ele, será especialmente importante a colaboração do Serpro para que o presidente da República, Jair Bolsonaro, deixe um legado digital – inclusive por ele ter sido o primeiro presidente do país a ser eleito quase que, exclusivamente, pela força dos meios digitais.

Confira o vídeo com o discurso do diretor-presidente do Serpro:

Novo presidente

O diretor-presidente do Serpro, Caio Mário Paes de Andrade, tem formação em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e Mestrado em Administração de Empresas pela Duke University. Liderou mais de 20 processos de M&A (fusões e aquisições), incluindo consolidações de empresas, aquisições estratégicas e minoritárias, captações com investidores institucionais, spin off (quando uma tecnologia de empresa resulta no desdobramento de outras já existentes).

Caio Paes de Andrade é fundador e conselheiro do Instituto Fazer Acontecer, organização autossustentável que causa impacto positivo em quatro mil crianças e adolescentes por meio do esporte no semiárido baiano. Ao longo de sua vida profissional, recebeu várias premiações, entre elas, empreendedor do ano i-Best (2002), 100 Best Place to Work 2006 (Maber) e 100 Best Place to Work 2010 (Maber).

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios