Qualidade de vida

Sesi cria Circuito de Saúde e Bem-Estar para indústrias

Projeto traz 6 estações que contemplam exames e atividades voltadas à saúde física e mental para serem aplicados na planta da indústria

Para um trabalho mais eficiente e produtivo, é importante contar com pessoas engajadas, que disponham de uma boa saúde física e mental. Levando em consideração o bem-estar dos colaboradores das indústrias paranaenses, o Sesi no Paraná, por meio do Centro de Inovação Sesi (CIS) Longevidade e Produtividade, desenvolveu um Circuito de Saúde que traz para dentro da empresa exames de saúde e práticas de mindfulness. 

“Este projeto surgiu para promover a gestão da saúde do trabalhador de uma forma simples, inovadora e eficaz: nossa equipe monta um circuito de exames clínicos, com resultados emitidos em poucos minutos, dentro da própria indústria. Assim, os trabalhadores podem cuidar da saúde, saber mais sobre prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, sem ter que perder um dia de trabalho”, conta Noélly Mercer, coordenadora do CIS Longevidade e Produtividade.

Com a retomada da produção das indústrias, o cuidado com práticas de Segurança e Saúde do Trabalho é muito importante. “A indústria que garante a implementação de SST apresenta resultados positivos em importantes aspectos, como: produtividade e qualidade de vida no ambiente de trabalho, redução dos afastamentos, diminuição do absenteísmo e presenteísmo. O Circuito Saúde vem para somar às ações já realizadas no ambiente laboral. Um dos nossos principais objetivos com esse serviço é incentivar a autogestão da saúde do trabalhador, quando ele se torna protagonista da sua saúde e responsável pela busca de escolhas mais saudáveis”, analisa William Beggiora Teodoro, consultor responsável pelo projeto.

O programa é composto por 6 estações: Bioimpedância; Espirometria; Acuidade visual e auditiva; TSH e Hemoglobina Glicada; Perfil Lipídico e Creatinina; e Mindfulness com Realidade Virtual.  “Para a indústria, além de engajar seus colaboradores, o circuito permite a centralização dos dados coletados, a integração dos diagnósticos e o tratamento das informações. Desta maneira, o circuito poderá apoiar os gestores nas decisões de ações voltadas para a promoção de saúde, mudança do estilo de vida dos trabalhadores e, consequentemente, na prevenção de doenças”, explica Noélly.

A Terra Rica, indústria mineradora de Almirante Tamandaré no Paraná, foi uma das primeiras a receber o circuito na sua planta. Angelita Gonçalves da Silva, técnica em segurança do trabalho na companhia, explica que a experiência foi muito positiva. “Recebemos vários feedbacks interessantes. Alguns colaboradores disseram que o circuito já despertou mudanças em suas rotinas, para a criação de hábitos saudáveis e de prevenção. Mas, o grande diferencial, foi a dinâmica de mindfulness. Os relatos dizem que foi maravilhoso, um momento importante para aliviar a mente e tirar o foco do local de trabalho a fim de melhorar a atenção”, comenta.

 

 

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo