Mundo RH

Setembro Amarelo: Concentrix investe na saúde mental dos profissionais

Empresa oferece todo suporte emocional de forma remota e consegue engajar a equipe com iniciativas diversas

O cenário atual gerou uma série de efeitos não só na economia, como também na saúde mental das pessoas. Segundo dados da 12ª edição do Índice de Confiança da Robert Half, 37% dos profissionais notaram piora na saúde mental e bem-estar durante esse período.

Outro indício de que o emocional das pessoas está sendo diretamente impactado, é que, de acordo com dados do Google, em 2020 os brasileiros procuraram três vezes mais pelo tema ansiedade na internet do que a média dos últimos 16 anos. Ciente desse panorama, a Concentrix, multinacional de soluções de customer experience, iniciou em abril diversas ações com foco em apoiar seus mais de 8 mil funcionários no Brasil e garantir sua saúde mental.

Para o Setembro Amarelo, mês de conscientização sobre a prevenção ao suicídio, a empresa vai promover uma série de palestras com foco na saúde mental, que, entre outros temas, também vai abordar a ansiedade e a depressão, além dos benefícios da terapia. “Também vamos realizar treinamentos com os líderes com foco em saúde mental, nos quais também contaremos com apresentações de médicos do trabalho”, explica Priscila Oliveira, People Solutions Bustiness Partner.

Como ações preventivas, a empresa também vem realizando coffee talks com temas relacionados a saúde mental, cujo último tema abordado foi mindfulness. A Concentrix ainda conta com o programa “apoio ao colaborador”, em que ele pode acessar consultoria psicológica, financeira e jurídica por telefone.

Outra iniciativa diferenciada proposta pela Concentrix é o “toc-toc”. Neste programa, a equipe de Recursos Humanos realiza ligações ativas com os profissionais, com o objetivo de saber como estão se sentindo e o que mudou após o início das ações focadas em saúde mental. Assim, a empresa consegue ter um termômetro e gera dados para melhor direcionar os esforços das ações.

“Tanto as conversas individuais quanto os treinamentos são realizados de forma online. Para os treinamentos, são disponibilizados para o público-alvo várias possibilidades de agenda para que todos possam participar. Para uma conversa particular, o nosso RH trabalha no modelo ‘portas abertas’, em que o colaborador pode acioná-los solicitando apoio para si ou para um colega em particular”, comenta Priscila.

Já o recém lançado programa de Wellness Partners treinou um grupo de profissionais para desempenhar funções em prol do bem-estar de todo o time. As atividades incluem conduzir conversas sobre saúde mental; treinar áreas de apoio e liderança sobre como tratar o tema e como acessar ajuda; buscar alternativas de tratamento dentro do plano de saúde oferecido pela empresa; buscar serviços gratuitos ou de baixo custo para funcionários que precisam de tratamento psiquiátrico e psicológico; e atuar como consultores em casos de urgência, fazendo a ponte com a área de medicina ocupacional da companhia.

“As ações que desenvolvemos até agora tem tido um retorno extremamente positivo dos profissionais e optamos por mantê-las indefinidamente, fazendo apenas as adaptações que forem necessárias”, finaliza Priscila.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo