Startup

Startup de educação fatura 1 milhão de reais em seis meses

Witseed já desenvolveu mais de 6 mil profissionais

Startup de educação fatura 1 milhão de reais em seis meses

Revolucionar a experiência da educação é o propósito da Witseed, uma startup fundada em julho de 2017 que produz conteúdo conectado ao mercado. O investimento inicial da empresa, na ordem de 1 milhão de reais, aconteceu no modelo bootstrapping. Isto é, veio diretamente de seus clientes, grandes empresas brasileiras como Algar, Braskem, Siemens, Fiat, Gerdau, CCR, Natura e Grupo Pão de Açúcar. Ao invés de oferecer um produto pré-pronto ao mercado, os fundadores Bruno Leonardo e Miguel Fernandes criaram um Conselho de Educação junto com seus clientes, formados pelos próprios executivos de cada um deles, de modo a unir as principais tendências e benchmarks do mercado com as reais necessidades de desenvolvimento identificadas nas empresas.

O resultado até o momento é a produção de mais de 200 vídeos, sobre os mais diversos temas, desde automação, processos analíticos, mindset tecnológico até liderança, criatividade, negociação e comunicação. Todos gravados por executivos do mercado, especialistas em cada um dos temas.

Startup de educação fatura 1 milhão de reais em seis meses

O faturamento atingiu a marca de 1 milhão de reais quando a empresa tinha seis meses de funcionamento e hoje já possui mais de 6 mil profissionais cadastrados na plataforma. O crescimento da empresa é de 180% ao mês.

Segundo Bruno Leonardo, CEO da Witseed, a ideia é revolucionar a experiência da educação e ser a forma como os profissionais mais competentes da América Latina se mantém em constante aprendizado. A primeira Academia de Conteúdo que construímos foi a SSAcademy, voltada para a área de Centro de Serviços Compartilhados (CSC). Foi uma experiência muito bem sucedida e, em breve, pretendemos replicar esse modelo de criação de Academias de Conteúdo para o nicho de Recursos Humanos e Saúde, por exemplo”.

Atualmente, a equipe é formada por 12 humanos e um robô (o Witson, nome dado ao Watson da IBM). O robô utiliza a inteligência artificial para “conversar” com os alunos, identificar seus interesses e sugerir conteúdos.  Entre os seus clientes, também estão empresas como: Saint-Gobain, Grupo Calcenter, Grupo Oncoclínicas, GRSA, Randon, EcoRodovias, FIERGS e SABESP.

Startup de educação fatura 1 milhão de reais em seis meses

Para Miguel Fernandes, CPO da Witseed, algumas das motivações para abrir o negócio foi contrapor os modelos atuais, que são desconectados com os desafios do mercado, e a falta de seleção e qualificação no conteúdo disponível na internet.

No início, a startup começou em um coworking no Jardim Botânico. Atualmente a sede da empresa fica em um simpático prédio em Botafogo, no Rio de Janeiro.  A “House of Education” abriga as outras empresas do grupo do qual a Witseed faz parte: o Instituto de Engenharia de Gestão (IEG), uma das maiores Escolas de Negócios independentes do Brasil e a Inventos Digitais (especialista na gestão e criação de produtos digitais e composição de equipes para formar startups de alto impacto). O grupo tem filiais em Belo Horizonte, Goiânia, Brasília e Curitiba.

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios