Boas práticas

Startups investem no ambiente de trabalho com benefícios além dos tradicionais

De pets à mesa de sinuca, organizações oferecem qualidade de vida para se diferenciar da concorrência

Um dado fornecido pela Center for Positive Organizational Scholarship, da Universidade da Califórnia, em Riverside, revela que o profissional feliz é, em média, 31% mais produtivo e, como consequência, as vendas são 37% mais elevadas. Com isso, empresas brasileiras têm investido na qualidade de vida dos colaboradores com o objetivo de aumentar a sensação de bem-estar de todos e, consequentemente, a produtividade. Segundo Rodrigo Ricco, CEO da Octadesk, startup com foco em gestão de relacionamento com o cliente, muitas empresas não investem nos funcionários. “Os colaboradores passam mais tempo no escritório do que em casa, com a família e amigos, por isso, é importante cuidar do bem-estar de todos”, diz.

No escritório da Octadesk, os colaboradores se divertem com a decoração temática — desde de Star Wars até Game of Thrones. Além disso, à disposição de todos está uma mesa de sinuca, espaço para video-games, máquina de café e estante de doces para que possam relaxar e fazer os intervalos necessários. Outro benefício é a ausência de dress code: a galera trabalha de shorts e camisetas. Outra forma de incentivar e valorizar o time é propiciar prêmios quando a meta é batida. No início 2018, a startup levou todos os seus funcionários a uma viagem com tudo pago para a Disney, após superar a meta e crescer 330% em 2017.

Startups investem no ambiente de trabalho com benefícios além dos tradicionais

Na DogHero, aplicativo que conecta pais de cães a passeadores e anfitriões que hospedam o pet em casa, como não poderia ser diferente, é comum encontrar, em meio às mesas, computadores e salas de reuniões, cachorros correndo para lá e para cá. Isso porque a startup permite aos colaboradores levarem seus filhos peludos ao ambiente de trabalho todos os dias. Além disso, os profissionais podem trabalhar em horários flexíveis de acordo com suas necessidades, e têm um menu de almoço diferenciado todos os dias, preparado por um chefe de cozinha. “Nosso negócio existe para ajudar pais e mães de cachorro – e com os nossos colaboradores, que em sua maioria têm cães, não poderia ser diferente”, afirma Eduardo Baer, cofundador e CEO da DogHero. Estudos recentes das universidades americanas Central Michigan e Virginia Commonwealth comprovam que a presença deles no escritório diminui o nível stress dos colaboradores e aumenta a satisfação com o trabalho.

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios