Comportamento

Sua marca é o seu trabalho mais importante em 2020

Você precisa administrar e potencializar sua imagem e construir uma reputação positiva

Se você tem consciência ou não, você tem uma marca pessoal. E uma marca é uma coleção de percepções na mente de quem interage com ela. A marca da roupa, do carro, do restaurante, da escola. Mas, e a sua marca pessoal? Que mensagem ela passa? Que imagem você está criando? Que reputação você está construindo?  

Personal branding é a prática de pensar a sua carreira como uma marca. É um processo contínuo de desenvolvimento e manutenção da reputação e impressão de um indivíduo, grupo ou organização.

Mas por que uma estratégia de marca pessoal deve ser uma prioridade para qualquer profissional nos dias de hoje? Porque cuidar da marca pessoal é mais importante do que nunca. Porque ela te oferece uma série de benefícios, como: descobrir o seu objetivo profissional; estabelecer credibilidade e liderança de pensamento; expandir a sua rede; atrair novas oportunidades; ajudar você a atingir seus objetivos de negócios.

E quando você pesquisa no Google, o que aparece? Esses resultados são a primeira impressão que as pessoas terão de você. É boa? As informações que você está compartilhando no LinkedIn, Facebook e outras plataformas de mídia social são consistentes? Se você tem um encontro ou uma entrevista de emprego, é provável que alguém vá ao Google para saber mais sobre quem você é. A questão é: você deseja permitir que sua reputação on-line ganhe vida própria ou quer ter o controle da sua narrativa? Com a proliferação das mídias sociais e a economia do show, tornou-se essencial que todos cuidem da própria imagem. Você precisa estar no controle do seu maior patrimônio profissional: a sua marca pessoal.

De acordo com Arthur Bender, no livro Personal Branding, “na seara de gente perdida profissionalmente, existem dois grandes grupos, com suas subdivisões: 1. O grupo dos profissionais à deriva, aquele que não tem a mínima ideia de para onde está indo ou aonde quer chegar. E o grupo dos profissionais que se sentem órfãos, aquele que está à procura de alguém que o ajude a vencer as dificuldades. Mas também existem aqueles profissionais brilhantes, com uma carreira fantástica e que sempre melhoram. Será que é somente a sorte que os diferencia? A sorte ajuda muito. Mas tomar as rédeas da nossa vida é algo muito maior. É possível vencer mesmo em mercados altamente competitivos. É possível mudar, alterar a rota, migrar, redirecionar-se, potencializar as oportunidades, reposicionar-se, gerar valor para si mesmo e perpetuar esse valor no mundo profissional.

Para permanecer nos negócios de hoje, além de investir muito em conhecimento, adquirir novas competências, adotar novas formas de trabalhar, você precisa administrar e potencializar sua imagem e construir uma reputação positiva. Ao fazer um esforço para descobrir e promover uma marca pessoal autêntica, você pode tornar seu conhecimento e experiência mais notórios, compartilháveis e memoráveis.

O segredo é pensar como se fosse um empreendimento. Um empreendimento chamado você. Você é o CEO da sua própria marca. Porém, a maioria das pessoas não tem uma estratégia de marca pessoal, não sabe gerenciar a sua jornada profissional. E não tem nada a ver com idade, com formação de primeira linha, com experiência. Tem a ver com visão, paixão e disciplina.

Um bom jeito de começar é fazendo a si mesmo as seguintes perguntas:

  1. Quais são os meus valores?
  2. Quais são meus objetivos?
  3. Pelo que sou apaixonado(a)?
  4. O que motiva me motiva?
  5. O que faz de mim uma pessoa notável?

Depois de responder a estas questões, você pode começar adotando algumas regras que são consideradas “de ouro” para a construção da marca pessoal:

  1. Seja verdadeiro.
  2. Tenha foco.
  3. Conte uma história.
  4. Seja consistente.
  5. Esteja pronto para falhar.
  6. Crie um impacto positivo.
  7. Siga um exemplo de sucesso
  8. Viva sua marca.
  9. Deixe que outros contem sua história.
  10. Deixe um legado.

Um bom momento para começar é agora. Toda virada de ano é um estímulo para projetos importantes.

Por Luna Gutierres, sócia-fundadora e Vice-Presidente de Atendimento e Planejamento da agência Repense.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar