Educação Corporativa

Treinamento online é aposta para empresas investirem em seus funcionários

Senac São Paulo desenvolve propostas em educação corporativa com foco na realidade e nos objetivos de organizações públicas, privadas e do terceiro setor

O mundo do trabalho exige, cada vez mais, que as organizações tenham equipes atualizadas para atuarem conforme as tendências de mercado. Porém, nem sempre os profissionais conseguem recursos próprios para reciclar seus conhecimentos ou, até mesmo, tempo para estudar. Com o objetivo de atender à demanda de instituições públicas, privadas e do terceiro setor, o Senac São Paulo desenvolve programas a distância em educação corporativa que contemplam essas necessidades
.

Para Maurício Pedro, gerente do Atendimento Corporativo da instituição, o ensino a distância é um incentivo para que muitos profissionais se especializem e contribuam, ainda mais, para o desenvolvimento das organizações. De 2016 para 2017, houve um crescimento de 9% no formato e-learning (totalmente on-line) e 67% no blended (misto, sendo presencial e on-line), segundo a 12ª edição da pesquisa O panorama do treinamento do Brasil. De acordo com o estudo, o setor que mais utiliza a modalidade EAD é o comércio. Já as áreas de serviços e administração pública têm optado com maior frequência pelo treinamento misto.

“Ao aderir a esse modelo de ensino, os profissionais têm mais flexibilidade de estudo, há uma diminuição com custos de deslocamento e os participantes passam a ter acesso a novas tecnologias. Dessa forma, ao investir em suas equipes, a organização otimiza tempo e se torna mais competitiva na medida em que dispõe de funcionários mais preparados, atualizados e em sintonia com as exigências do mundo do trabalho”, destaca Maurício.

Treinamento online é aposta para empresas investirem em seus funcionáriosO sistema EAD da educação corporativa oferece muitas facilidades, como estudar em qualquer lugar que tenha conexão com a internet, os materiais ficam disponíveis 24 horas por dia no site da instituição e as dúvidas podem ser solucionadas pelo tutor (professor) via chat ou e-mail. Não é necessário se deslocar até uma sala de aula para aprender, evitando horas no trânsito e otimizando o tempo com os estudos e suas atividades na empresa.

Maurício, inclusive, dá dicas para os profissionais, cujas empresas optaram por uma qualificação de sua equipe pelo ensino a distância. Segundo ele, é fundamental ter foco nos estudos e controle do tempo. “Evite o acúmulo de tarefas e exercícios, e acompanhe as aulas com regularidade. Tente montar um roteiro de estudos ou um cronograma para acompanhar o dia a dia. Fuja de lugares movimentados ou barulhentos que possam atrapalhar seu rendimento”, aconselha o gerente do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo.

Sucesso na prática

Um exemplo do ensino a distância no desenvolvimento de profissionais é o aplicado no Escola+, projeto da SKY, que contou com a parceria educacional do Senac São Paulo. A iniciativa consiste na capacitação de 180 docentes da rede pública de Jundiaí e Jaguariúna, para que utilizem a programação televisiva como ferramenta nas aulas destinadas a crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos. A primeira etapa da capacitação foi presencial e, depois, grupo de professores passou a estudar no formato a distância, ou seja, no sistema misto conhecido como blended.

Marcelo Barone, professor na Escola Municipal Professora Maria Tereza Piva, de Jaguariúna, conta que a flexibilidade do formato de ensino a distância facilitou o acompanhamento das atividades. “Consegui administrar meu tempo, conciliando horários livres com aulas que ministro de manhã, à tarde e à noite. O material didático sobre TV e construção dos programas foi fantástico e nos deu ainda mais embasamento para atuar em sala de aula”.

Antes mesmo de concluir o treinamento e a capacitação do Escola+, Marcelo colocou em prática ideias sobre como trabalhar o conteúdo televisivo em sala de aula. “Já abordamos com nossos alunos o que aprendemos nos treinamentos e, assim, realizamos uma atividade interdisciplinar com língua portuguesa e matemática, em que os alunos assistiram a um filme e, depois, responderam um quiz para testar seus conhecimentos”, exemplifica.

Regiane Vilar Agra, responsável pela gestão de projetos EAD no Senac São Paulo, explica que para as ações do Escola+ foram realizadas práticas pedagógicas inovadoras para estimular os alunos a construírem o conhecimento e a desenvolverem competências. “Usamos metodologias participativas, estruturadas na prática, baseadas em situações reais de trabalho, soluções de problemas e outras estratégias, apoiadas em recursos da tecnologia educacional. As aulas on-line elucidaram a falta de hábito dos participantes em utilizar recursos tecnológicos e, aos poucos, os processos se tornaram cada vez mais claros e as dificuldades iniciais transformaram-se em um rico aprendizado para todos”.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios