ArtigoSoluções para RH

Uma nova era de preocupações e cuidados para o RH

A nova realidade global exige que os departamentos de Recursos Humanos possam, cada vez mais, flexibilizar, rever processos e cuidar da saúde de cada um dos colaboradores

A nova realidade global exige que os departamentos de Recursos Humanos possam, cada vez mais, flexibilizar, rever processos e cuidar da saúde de cada um dos colaboradores

Mesmo que sem querer, entramos em uma nova era de união mundial. Em decorrência do coronavírus, vivemos um momento de atenção redobrada, cuidados com o outro, novas regras meticulosas de higiene, contato físico e confinamento. E é justamente esse afastamento pessoal que nos une em prol da saúde de todos, já que a principal razão do confinamento é justamente não contrair para não contaminar. Por isso, a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é que todos fiquem em casa.

Esse cenário nos desafia a lidar com outra mudança importante: o home office todos os dias. As empresas em todo o mundo estão tendo que se adaptar para não parar, com isso, uma infinidade de colaboradores que nunca haviam trabalhado em sistema remoto tiveram que aderir à prática, da noite para o dia, readequando suas funções e aprendendo a produzir a partir de seus lares. Um verdadeiro desafio para as empresas, equipes e para os gestores de RH.

Com esse novo modelo de trabalho, vieram diversas outras questões: como garantir que os funcionários estejam trabalhando dentro de suas cargas horárias e medir suas horas extras? E para aqueles que realmente necessitam estar fisicamente em suas rotinas de trabalho, o que podemos fazer para protegê-los? E, não menos importante, como fazer tudo isso atendendo as adequações das portarias 1510, que obriga todas as empresas com mais de 10 funcionários a adquirir um Registrador Eletrônico de Ponto, e a 373, que insere novas tecnologias na prática de controle da jornada dos colaboradores?

A resposta para quase todas essas perguntas está na tecnologia. As tecnologias que podem resolver de vez essas questões já existem e garantem essas adequações. Um bom exemplo disso é um aplicativo que permite registrar o ponto do funcionário a partir do reconhecimento facial, utilizando apenas o seu aparelho celular. Por meio de uma tecnologia de escaneamento facial e processamentos de deep learning, o app identifica, em frações de segundos, quem é aquele colaborador e onde ele está, sem a necessidade de que o dispositivo esteja conectado à internet. Uma facilidade que resolve as questões de registro da carga horária no modelo de trabalho remoto.

Já existem soluções que permitem também mobilidade para as rotinas de RH. O gestor passa a fazer o gerenciamento do seu time a qualquer hora e em qualquer lugar; já os colaboradores, ganham autonomia sobre suas próprias necessidades e informações, como recibo de pagamento, informe de rendimentos, solicitação de férias entre outros. Tudo isso sem a necessidade de qualquer deslocamento ou interação com o time de RH, como os tempos atuais pedem.

A nova realidade global exige que os departamentos de Recursos Humanos possam, cada vez mais, flexibilizar, rever processos e cuidar da saúde de cada um dos colaboradores. As reuniões presenciais, que no momento devem ser evitadas, estão sendo substituídas por encontros online.

Mas isso não significa que devemos nos afastar das nossas relações pessoais e amizades que temos no trabalho. Por que não marcar um café da tarde via videoconferência com seus colegas da empresa? Só não esqueça de levar a sua xícara para a frente do computador!

Em breve voltaremos à vida normal. Mas temos a oportunidade de, nessa volta, levar o que aprendemos de bom nesse tempo e resgatar o que não pudemos fazer. O equilíbrio entre os modelos será a grande chave para no futuro, estarmos mais preparados para uma situação difícil como esta. E a tecnologia, pode ser grande aliada. Pense nisso.

Por Robson Campos, diretor de Produtos da TOTVS


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar